A importância do calendário escolar

2º semestre calendário
Calendário 2015
2 de fevereiro de 2015
banner-carnaval
Carnaval 2015
13 de fevereiro de 2015
2 Flares Twitter 2 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 2 Flares ×

Assim que começam as aulas, uma das primeiras informações que todos recebem é o calendário escolar. É por meio dele que os alunos, os pais e os professores podem se organizar para saber quando haverá feriados, férias, passeios, festas, reuniões de pais, quando começam cursos extracurriculares e, o mais importante, quais serão os dias de aula letivos, aqueles em que ocorrem as atividades pedagógicas. “Se o valor da família é o estudo, a formação, ela vai usar o calendário para isso”, diz Suzana Mesquita Moreira, coordenadora pedagógica da Escola Projeto Vida. “O caso de extensão de férias, feriados e o crescente número de faltas dos alunos tem nos preocupado cada vez mais”, alerta Luciana Fevorini, diretora escolar do Colégio Equipe, em São Paulo.

calendario-escolar-novo

“Às vezes os pais justificam, dizem que o aluno ganhou a viagem da avó, mas não tem desculpa, é preciso respeitar o calendário escolar. Poxa, já tem julho, dezembro e janeiro! Será que não dá para se programar para viajar nesta época? Os pais precisam entender que cada dia de aula é importante para a grade curricular porque a aprendizagem é um processo e quem perde uma aula pode não acompanhar depois! E normalmente o aluno que repete de ano é aquele que faltou muito”, explica Luciana.

Vale ressaltar que toda escola segue um calendário letivo próprio, aprovado pela Secretaria de Educação. Porém as instituições não têm a obrigação de divulgá-lo para os pais. Se a escola não costuma disponibilizar esta informação, os pais podem solicitar o calendário junto à Secretaria responsável.

Veja na entrevista com Suzana Mesquita Moreira algumas orientações sobre como utilizar o calendário escolar e a sua importância:

Pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, a escola é obrigada a ter na proposta pedagógica uma carga horária mínima de 800 horas-aula distribuídas, preferencialmente, em 200 dias letivos. Cada sistema de ensino pode estabelecer carga-horária própria, desde que não seja inferior ao mínimo exigido. E desde que aprovado pela Secretaria Estadual de Educação.

Mas, afinal, o que pode ser considerado hora-aula no calendário escolar? Tire suas dúvidas abaixo:

2 Flares Twitter 2 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 2 Flares ×