Descobertas sobre a mente do bebê

Obférias 2015 - frente
Obférias – Aventuras no ZOO
23 de junho de 2015
problemas-adolescentes
11 problemas que atrapalham os adolescentes…
24 de junho de 2015
6 Flares Twitter 2 Facebook 4 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 6 Flares ×

Reportagem da National Geographic mostra como a ciência avança nas descobertas sobre as potencialidades do cérebro de um recém-nascido e a importância dos estímulos na primeira infância

Foto: Claudia Marianno

Foto: educar para crescer bebe cérebro natgeo

Pesquisas internacionais mostram a importância do vínculo e dos estímulos na Primeira Infância para o desenvolvimento integral da criança
O cérebro de um bebê precisa de amor e estímulo para se desenvolver. E é por isso que o primeiro ano explica quase tudo o que somos. É essa constatação que a matéria de capa da edição brasileira de janeiro de 2015 da revista National Geographic busca explicar, mostrando o avanço dessas pesquisas com a utilização de novos equipamentos voltados para a visualização do cérebro infantil, para desvendar como o cérebro da criança se desenvolve em termos de aprendizagem.

No nascimento, o cérebro conta com quase uma centena de bilhões de neurônios e, conforme o bebê cresce e vai sendo estimulado, esses neurônios vão se relacionando, chegando a centenas de trilhões de conexões aos três anos de idade. E quanto mais se usa uma determinada conexão, mais a mielina (material isolante das fibras nervosas) vai se engrossando, fazendo com que os impulsos elétricos passem com mais rapidez. Já aqueles que não são usados com muita frequência acabam sendo cortados. Isso ocorre principalmente entre a fase de um a cinco anos de idade e durante a adolescência.

Veja abaixo o que as pesquisas relatadas na matéria, de autoria de Yudhijit Bhattacharjee, descobriram, ou leia a matéria completa no site da National Geographic:

Além dessas informações, a reportagem também reforça a importância do reforço positivo nos elogios, de ensinar autocontrole para as crianças, de reduzir o estresse dos pais e da criança, de brincar e, claro, do vínculo.

6 Flares Twitter 2 Facebook 4 Google+ 0 LinkedIn 0 Pin It Share 0 Email -- Filament.io 6 Flares ×